segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O que mais Gramado e Canela têm a oferecer? MUSEU MEDIEVAL: História, Perseverança e Arte!


Uma viagem única à Idade Média!


 
CIMG2512
 
 DSC03951 DSC01140
 
É um Museu MARAVILHOSO, um retorno ao passado, conduzido por proprietários encantadores, que transforam um sonho em realidade e são apaixonados por essa história e se doam nesse trabalho. Tudo começou com o Sr. Gilberto, que é um exemplo de paixão e da mais pura arte e persistência.
Infelizmente, como não é roteiro de exploração turística, poucos ainda conhecem.
A divulgação é assim mesmo: boca-a-boca pelos que passam por essa experiência
única ainda no Brasil!
Fui com a família em 2011 e retornei em 2013. Não visito a Serra mais sem passar por lá.
 
 DSC00158 DSC00167
 
 Aqui deixo uma mensagem aos que buscam algo bem diferente em Gramado:
um lugar a ser divulgado por cada um de nós, onde você conhece algo realmente especial!
Sinto-me feliz mesmo em poder repassar a vocês essa experiência....
 
...enfim, é uma oportunidade imperdível de se entender essa paixão dos proprietários por heráldica,
de obter conhecimento sobre a Idade Médias, por muitos chamada “Idade das Trevas”, e
de chegar mais perto de um dos períodos mais misteriosos da história da humanidade.
 
 dsc01080
 

 

Para entendermos o conceito de Idade das Trevas, no entanto, que foi depois atribuído mais ao período arcaico, precisamos destacar quefoi durante o Renascimento, movimento intelectual do período Moderno, que se observou a progressiva consolidação desta visão histórica. Para os renascentistas, o expresso fervor religioso dos medievais representou um grave retrocesso para a ciência.

Seguindo esta linha de pensamento, a Idade Média é simplificada à condição de mero oposto aos ditames e valores que dominaram a civilização greco-romana. Não por acaso, os renascentistas se colocavam na posição de sujeitos que se deram o trabalho de “sequenciar” o conjunto de traços culturais, estéticos e científicos que foram primados na Antiguidade Clássica e “melancolicamente” abandonados entre os séculos V e XV.

Entretanto, um breve e mais atento olhar ao mundo medieval nos revela que estas considerações estão distantes dos vários acontecimentos dessa época. Afinal de contas, se estivessem vivendo nas “trevas”, como seriam os medievais os responsáveis pela criação das primeiras universidades? Essa seria apenas uma primeira questão que pode colocar a Idade Média sob outra perspectiva, mais coerente e despida dos vários preconceitos perpetuados desde a Idade Moderna.
O desenvolvimento da cultura cristã, as heresias, as peculiaridades de um contexto político descentralizado, a percepção do tempo no interior dos feudos, as festas carnavalescas são apenas um dos temas que podem revelar claramente que esse vasto período histórico é bem mais complexo e interessante.” 
 

  
 

Nesse contexto, visitar o Castelo Medieval Saint George é, no mínimo, cruzar as barreiras desse entendimento, deixar-se fotografar com as energias do tempo e viver um momento diferenciado na Serra Gaúcha ao qual nenhum outro passeio turístico poderá apresentá-lo(a).
Sem título 
 Nesse espaço, o visitante recebe sempre aula de sabedoria, energia positiva, bons sentimentos e a certeza de que você vai querer indica-lo a todos os amigos e familiares. O que importa para eles é atender bem, com seriedade e sempre com a verdade. Por isso mesmo, eu e minha família, já retornamos ao local e retornaremos cada vez que fomos àquela cidade encantada. 

 

 
 Esse Museu contém uma bela coleção de armas medievais, brasões de família e cutelaria gaúcha, nacional e internacional e é uma parada obrigatória a todo visitante da serra gaúcha. Lá, você pode obter informações sobre seu brasão. O Sr. Gilberto Guzenski se dedica a estudar a heráldica e a confeccionar artesanalmente brasões de família, desde 1967. Ele também Confecciona sozinho todos os modelos de brasões, dominando técnicas como pintura em papel e pano; pintura e pirografia em madeira e couro; marchetaria em couro e em sola de sapato; e entalhe em madeira, gesso, cimento e metais como bronze. E assim e com algumas doações sua coleção vai crescendo.

Você não sairá de lá sem levar uma lembrancinha!
Tire uma foto com roupa da época!

 DSC01341
 
 
 


 

 O Museu Medieval também faz um trabalho social, com palestras em escolas sobre a vida e os costumes medievais, encantando e educando as crianças



 

Os senhores Gilberto e Marilza provam, a cada dia, que, mesmo diante das dificuldades, um sonho de mais de 40 anos pode ser transformado em realidade e ainda se reproduzir em novos e contínuos sonhos, porque a vida merece ser completa e sentida em sua plenitude.
DSC00170

Horários de Atendimento: http://www.museumedieval.com.br/contact
 
Encante-se como eu!
 
 Beijinhos da Sil!!!:-)

 

4 comentários:

Lylia disse...

Legal, Silmara, não conhecia.Na próxima ida ao Rio Grande do Sul, vou agendar uma visita.
Bj,
Lylia

José Eduardo Gonçalves Barboza disse...

Muito legal Sil! Adorei a lembrancinha de lá!
Beijos,

José.

Doce Lar disse...

Oi, Lylia!
Você não se arrependerá de conhecer o Museu Medieval.
Realmente poucos conhecem, mas está aumentando gradativamente o nº de visitantes (processo "boba-a-boca" de divulgação). Por enquanto, eles não têm como pagar aos guias aquela comissão que eles pedem para divulgar e aí eles nem falam. Por isso que as pessoas não conhecem. De 2011 para 2013, encontrei um movimento bem maior. Em breve, postarei mais informações (Restaurantes, locais a visitar) entre as dicas de receitas. Claro que a gente nunca esgota as dicas em se tratando das cidades da Serra Gaúcha, mas sempre ajuda.
Bjs
Sil

Doce Lar disse...

Oi, José!
Achei a sua cara por ter participado do show de Rock no Rio. Mas vi também por lá outras lembrancinhas para outro hobby seu. Mas você sabe que a gente acaba trazendo um pouquinho para cada amigo e, quando vai ver a mala, que também está com suas próprias comprinhas, ih....tá tudo lotado! Mas vá um dia a essas cidades da Serra e, com certeza, sempre vai querer voltar.
Bjs
Sil

Postar um comentário