domingo, 3 de junho de 2012

Viajando pelo BRASIL: conheça Caldas Novas e Rio Quente! Veja o que é bom e o que deve ser evitado!

 


Todos já ouviram falar de Caldas Novas/Rio Quente, como maior estância hidrotermal do mundo, claro, mas gosto de postar, na coluna "Viajando na Maionese", turismo sob minha ótica. Em cada lugar que visito, de forma a mostrar  que é legal e deve ser aproveitado, o público-alvo para o local e o melhor a ser visitado, disponho aqui o que é bom e o que não achei. A intenção é ajudá-los a ir aos pontos turísticos e restaurantes que valem a pena e não perderem tempo onde não é legal. Bem, fica tudo aqui como sugestão, partindo da experiência pessoal. De repente, alguém foi em época legal e tiveram outras percepções desses mesmos locais...
Uso da sinceridade, sem querer ofender ninguém; até porque há gostos, vivências de cada um e o fator sorte daquele momento em que visitou o local: há quem adore o que detestei em cada local ou o contrário. É apenas um toque de boas e más experiências para quem quiser ver tudo sob outra realizada e não só de sites de turismo.

É..se uma cidade é grande, como o Rio de Janeiro, serão, ao longo de minha vida, várias postagens, por bairro ou destaques, mas se é pequena, como Caldas Novas, aí posso juntar toda minha percepção (que pode não ser a mesma de todos - cada um tem seu gosto) nesta única postagem.
  
Com água quentinha por todos os lados, o melhor a fazer em Caldas Novas é mergulhar nas piscinas dos hotéis e dos parques aquáticos, seja para relaxar ou para brincar. Não deixe de conhecer o Rio Quente Resort, um complexo de hotéis e atrações como o Parque das Fontes (com bares molhados e piscinas térmicas que funcionam 24 horas) e o Hot Park – mais radical e divertido, com corredeiras e toboágua.

Em relação a clubes mais famosos, no município de Rio Quente, a 31 quilômetros de Caldas Novas, há o melhor deles, o Rio Quente Resort, abastecido por 18 nascentes para suas piscinas, corredeiras, toboáguas e lagoas. Nele há: o Parque das Fontes, com bares molhados, piscinas e espaços para descansar e relaxar que funcionam 24 horas por dia; e o Hot Park, mais radical, com corredeira e toboáguas, mas também com hidromassagem em banheiras de água quente, além da Praia do Cerrado. A "praia" tem areia branca e fina, coqueiros, nove tipos de ondas que podem atingir até 1,20m de altura, restaurante e bar aquático - http://www.hotpark.com/HotPark/

Em relação a hospedagens, dizem que um dos melhores é o Hotel Pousada do Rio Quente Resorts, mas há opções para todos os tipos e gostos e, se procurar direitinho, achará um do jeito que procura, da forma que poderá pagar.

Não deixe de olhar o link http://www.aluguetemporada.com.br/ferias/brasil/caldas-novas/r29440

Segue um link também sobre comparativo entre o Hot Park e o Beach Park, em Fortaleza (CE). Embora sejam parques aquáticos  diferentes, são maravilhosos e o link abaixo pode servir de comparativo, claro, sob a visão de uma pessoa que foi aos 2. No entanto, como a própria moça disse, depende da época que vai, da sorte, do que gosta, do foco daquele passeio, etc. Mesmo assim, segue: http://www.bolsadaellen.com.br/2010/10/hot-park-x-beach-park.html

Em Caldas Novas, fiquei com minha família no Residencial Privê das Thermas II.

Bem, sei que há vários locais legais para se hospedar, mas consegui juntar boa localização, preço, wi-fi no apto (sem custo adicional), limpeza muito boa nas piscinas, comida boa e etc. em um só residencial: o Condomínio Privê das Thermas II. Foi o melhor mini kibe com queijo que comi.

O restaurante do próprio condomínio tem comida gostosa, caseira e acessível....foi ótima! Há regras na utilização do restaurante, o que impede a bagunça. A limpeza desse residencial, com diversos funcionários, piscina esvaziada e limpa ao final da noite, após utilização diária, é perfeito. As pessoas que se hospedam é que não ajudam muito. Vi latinhas jogadas, o não respeito a algumas regras do condomínio....uma pena mesmo, porque estava tudo muito arrumadinho, organizado em todos os detalhes.

Outros Passeios

 




Para que tenha mais opções e respectivas informações,
seguem alguns lins sobre turismo na região


Sobre Alimentação e Hospedagem

Há muitas opções, pra todos os preços e gostos. Indicaram-me uns que são tradição, mas não vi nada que surpreendesse. Alguns até nem gostei, mas não tive como ir a todos eles, portanto, não posso ser tão genérica assim. Claro, há os que valem a pena também e os destacarei aqui.
Bem, um dos melhores locais, para mim, foi o restaurante do próprio hotel e o barzinho dele. As comidinhas e os tira-gostos era deliciosos. No barzinho, destaques para o mini kibe com queijo, o bolinho de arroz e a batatinha frita quentinha e no ponto! No restaurante, os pratos serviam 2 pessoas fatamente. Era saborosa e não era típica do local. Servia para quem estava com saudade da comidinha caseira genérica em todo Brasil. Isso devia existir em todo o país e foi outro ponto favorável da cidade.
 
Outro restaurante onde fomos muito bem atendidos, comida boa, local muito acolhedor, era uma das unidades existentes do Nonna Mia. Nela, no almoço, degustamos o rodízio com sopa de capelete, galeto ao Primo Canto, Espaguete ao Sugo, Espaguete Alho e Óleo, Tortéi, Lasanha, Canelone de Ricota, Nhoque a Bolonhesa, Arroz, Alemirão com Bacon e Polenta Frita. À noite, há rodízio de pizzas, mas nem aguentamos o almoço todo, quanto mais retornarmos a outro rodízio, mas soubemos ser muito bom.
Vale a pena conferir esse restaurante!
 

Veja as fotos do Nonna Mia!


Outro restaurante que me pareceu legal, mas acabou não dando certo ir por lá, foi o antigo Papas, chamado hoje de Dody's. Nele há cozinha contemporânea e regional para gostos variados: salmão ao maracujá, peixe na telha, risoto de Goiás, panelinha goiana, a tradicional gainhada com pequi e guariroba e feijoada aos sábados, entre outros. Aliás, há muitas opções gatronômicas e vale procurar outras dicas de internautas que já foram a Caldas Novas.



Sobre comidinha, segue o link do empadão que comi lá e postei de lá mesmo neste blog, mesmo antes de ter ainda testado a receita que consegui em uma lanchonete tradicional de lá. Depois a testei, deu muito certo e até levei para as meninas do meu trabalho darem parecer. Embora eu prefira a massa de empadão que esfarela na boca, essa é gostosa e totalmente diferente. O pessoal adorou:
 
Se você gosta, aliás, do típico empadão goiano, o ponto simples, mas tradicional e com pessoal atencioso, é a Loja I do Empadão Goiano da Tânia. Eles vendem com recheio de frango, lombo de porco, linguiça, queijo, batata, azeitona, pequi e guariroba. Também há versões com outros recheios:
http://guiagastronomico-go.com.br/lanchonete/empadao-goiano-da-tania/..... ah, importante, entregam, sem taxa, caso não deseje sair de seu local de hospedagem.

A Sorveteria CLAERRO, com seu sorvete asssado e o delicioso petit gateau, é outra pedida da cidade, principalmente para acalmar o calor...aliás, como o pessoal aguenta ficar em piscina de água quente naquele calor de meio-dia? O que não gostei nessa sorveteria, que é bem bonitinha, foi porque o ar condicionado não estava ligado e realmente estava bem quente. Tomara que ajeitem!

Um ponto favorável foi a jarra de água que servem ao cliente como cortesia e sempre acompanharia suas delícias. No petit gateau, com suas 2 bolas de sorvete, cai na besteira de pedir uma das bolas sem ser de creme e não gostei desse sabor, mas o restante estava ótimo. Para a cidade, ela se destaca, mas existem outras assim pelo país. Vale a pena passar lá! Se não tivesse tão quente, teria me sentido melhor e aguardado pelo sorvete assado, mas a falta de circulação de ar e de ar condicionado (tinha - só não estava ligado), fizeram-me sair logo dali.


Indicaram-me uma das lojas de kibes da cidade, talvez a mais tradicional, mas achei o atendimento péssimo (o rapaz que me atendeu, ao levar kibes e esfirras, perguntou-me se eu não poderia esquentá-las no micro-ondas de onde eu estava hospedada), o local muito ruim e a comida mais ou menos. Pela foto fui atraída, ao pesquisar lá mesmo pela internet. Minha maior surpresa foi, ao comer o kibe de carne com recheio de queijo, tomate e orégano, não encontrei a carne.....veja que eles cham esse quitute que escolhi de "KIBE DE MUSSARELA NA MASSA DE CARNE: recheio de mussarela, tomate e orégano" (http://www.kibeskibarlana.com.br/produtos-restaurante-kibarlana).

Mesmo assin, há quem goste: http://www.kibeskibarlana.com.br/
Agora vamos a outros destaques:

NUNCA vá em época de grandes feriados, porque será pior do que o período que fui...é muita , por exemplo, no carnaval (dizem ser intransitável e horroroso). Bom mesmo na calmaria, para relaxar e curtir as águas do local. Fui em época que nem estava tão cheia (foi o que disseram) e fiquei horrorizada do que vi. Como fui de Brasília para caldas Novas de carro mesmo e consegui também um bom local para ficar, não gatei muito, mas para quem paga escursão, tive até pena.....por falar em ir de carro, havia muitas obras no caminho que escolhi para retornar. Mudei, porque achei que o caminho da ida não estava tão legal...foi pior.....mais isso é normal, já que estão melhorando o acesso exatamente por isso.
Feira de artesanato - é simples, mas é point na cidade. Há um parque de diversões típico de interior e fica bem movimentado mesmo. Dou destaque para as pedras e há ótimas lembrancinhas.

Cuidado só com o trânsito, pois há muito desrespeito às regras. Senti-me meio em terra de ninguém....talvez seja por causa de tanta bebida e falta de fiscalização. Muitos motoristas dirigiam ao som das músicas de mesmo padrão que ouvíamos tocar em diveersos locais

Para quem gosta de bebida e dessas músicas, deveria ser o céu: bebida, muuuuuuuuuuuuuita bebida, e praticamente a mesma música (e outros do estilo). Tudo bem que é direito beber, mas beber e dirigir é um baita perigo! Eu não aguentava mais ouvir (e alto), em todo lugar (isso ocorria também nos clubes e condomínios; não só em carros), aquele hit, que dizem ser do João Lucas e Marcelo...ouvir uma vez é engraçado, mas pase o dia com som assim onde vai.....
"Eu quero tchu, eu quero tcha
  Eu quero tchu tcha tcha tchu tchu tcha
  Tchu tcha tcha tchu tchu tcha (2x)"

Com certeza, para voltar lá, mesmo com todas essas águas e parques temáticos, somente em boas épocas!

Em relação ao comércio local, ele depende sempre do movimento (farmácia, por exemplo), para abrir de cedinho até tarde no domingo. Mas se precisar, é bem movimentado o comércio e dá par quebrar sempre seu galho se precisar. Para quem vai em período mais calmo, é a melhor pedida para aproveitar tudo e ainda há comércio disponível, mesmo quqe reduza um pouco.
Para quem morre de frio ao menor ventinho,as águas quentes são ótimas, mas para quem gosta de lugares menos quentes, minha principal dica: vá em época mais fria, porque a piscina de água quente, em sol de 30º...não consegui ficar nelas não. Preferi a piscina de água fria...aliás, a água fria é super gostosa; não é fria. Até porque não é necessário ir para Caldas Novas para conseguir piscina aquecida em condomínios. O que vale mesmo é visitar piscina de água quente da natureza e os clubes, desde que não estejam tão cheios, claro! Muito bom também curtir as piscinas do próprio residencial nos momentos contrários aos daquela muvuca, ou seja, no início da manhã, até umas 11h e no final da tarde até umas 8 da noite. Entre isso, tome uma boa ducha (a do ap. onde fiquei era maravilhosa), almoce e descanse...em outro dia, curta o Hot Park, faça passeios turísticos, tome sorvete, etc....

Ah, achei super estranho...nas piscinas dos residenciais, vi que as pessoas nem molhavam os cabelos e saía aquela fumacinha...é que, mesmo sendo quente artificialmente, parece que, por estar em Caldas Novas, torna-se uma obrigação ficar dentro delas....cozinhando...literalmente...foi o que pareceu.....as pessoas ficavam com parte do corpo dentro delas, bebendo e conversando..

É, piscina aquecida artificialmente, em qualquer lugar se acha.....alguns até diziam ser elas mantidas aquecidas pela água local, mas isso não é verdade....por outro lado, também ouvi de várias outras que tentaram, assim como eu, gostar dessas piscinas quentes (quentes mesmo, levando-se em consideração o próprio clima nesse período) e acabaram achando maravilhosa a piscina normal, pois a água já era boa.....já no Hot Park e em outros locais onde a água é quente pela própria natureza, aí vale a pena experimentar, porque já se vai para um local assim pensando nisso, né? E há locais incríveis, com muita natureza e beleza!

Escolhendo, no entanto, a época certa e planejando tudo, será realmente um passeio maravilhoso, um encantamento.
Para que tenha ideia de preço de pacotes, entre outros existentes (Valetur, etc), segue o da CVC, por ser conhecida e confiável, caso pretenda usar dos serviços de alguma agência:
BOM PASSEIO pra você também!
Beijinhos da Sil!!!:-)



2 comentários:

Anônimo disse...

gostei das dicas, parabéns pela iniciativa..abraços!!!

Doce Lar disse...

Que bom! Tenho outras cidades para postar também(adoro o Brasil!), mas meu tempo ainda é muito curto para o tanto de ideias que tenho e postagens que pretendo fazer....tô acumulando fotos de comidinhas gostosas...tenho outras legais de viagens...um dia chego lá! Mas e muito bom receber retorno de vocês!
Obrigada
Sil!

Postar um comentário