domingo, 25 de maio de 2014

Vocês pediram e a gente fez! :)

Agora você pode receber as nossas receitas deliciosas no seu e-mail!

Legal demais, né? 

Não perca tempo, então! Cadastre logo o seu e-mail!  


Basta clicar na imagem ao lado, localizada no menu direito do blog,
preencher a lista com suas informações e pronto!
Nós enviaremos as nossas atualizações para o seu e-mail! 

Beijinhos da Sil! :*

Arroz Primavera com Frango e Linguicinha Defumada de Frango: algo para quem tem pressa e quer sabor no prato!

Dia de preguiça na cozinha....
...mas acabou dando tudo certo.
Como estou com muitas viagens a trabalho,
tenho usado mais a criatividade na correria...
...e aproveitado o que tem sobrado na cozinha.


Fiz esse prato e frango à milanesa de fornoMaravilha!
Aliás, pode-se fazer os frangos, deixá-los na assadeira e 
assá-los no dia seguinte.
Mas pode servir só esse prato também.

Como já estou com viagem para Acre e Alagoas esta semana,
o domingão de hoje foi para exercitar muito desse meu lado criativo.
Só estarei em Brasília na segunda-feira e a correria tá grande!

Deixei uns 3 pratos prontos, além do almoço.
Nada complicado, mas procurei deixar tudo saboroso
(feijão, frango, peixe, torta, saladas... uma parte dos pratos, eu congelei)



VAMOS À RECEITA!!!

Refoguei 1 cebola picadinha com 4 dentes de alho picadinhos
em 2 colheres (sopa) de azeite, acrescentei rodelas de 3 linguicinhas
de frango (defumadas - Copacol) e depois 1 lata de milho lavada e escorrida.

Acrescentei 1 colher (sopa) de margarina e 1 lata de ervilha (lavada e escorrida),
refoguei mais 5 minutos, acrescentei 1 xícara (chá) de frango desfiado, refoguei
por mais 5 minutos e pus o arroz pronto (2 xícaras de chá dele pronto).


Acrescentei 1 xícara (chá) de cenoura cozida à parte em água e sal
e 1 colher (sopa) de cebolinha picada. 

Bem, você sabe que pode, se quiser ganhar mais tempo,
comprar umas 2 latas de milho com ervilha e cenoura
que vendem em supermercados. No caso da cenoura,
não é exatamente o mesmo, mas claro que ficará mais fácil ainda esse prato.


SIMPLES MESMO!!!!

Ah, encontrei uma dica de como desfiar rapidinho o frango,
mas ainda não testei....

Beijinhos da Sil :-)

Arroz de Forno com sobras de almoço anterior: ficou ótimo e nem deu trabalho!


No sábado, costumo resolver coisas fora de casa, pela manhã,
e normalmente ainda almoço em casa.


Sempre adianto algo antes de sair ou faço algo rápido ao voltar!
Aproveito o que sobrou na geladeira e os temperos que sempre congelo picado
(a cenoura também congelo picado e brócolis)


Sabia o que ia fazer antes mesmo de sair.... 
...não queria um arroz colorido (tudo junto)
e assim inovei um pouco e ficou bem gostoso.
Simples, mas gostoso!


O QUE EU TINHA EM CASA...

Tinha arroz branco pronto (mais ou menos 2 xícaras de arroz pronto),
ainda 4 linguiças de frango do prato que fiz na véspera,
- como tinha menos frango que o prato pede, usei menos linguiça -
tinha cenoura congelada, ervilha, talos de brócolis picadinhos 
(pois eu já havia usado os brócolis na salada e acabaram)
que sobraram da salada e cenoura ralada, 1 lata de ervilha
(só precisei lavar e escorrer) e 1 pote de 200g de requeijão.

Tinha sobrado congelado em torno de 2 colheres (sopa) de cebolinha
 e encontrei 50g de queijo parmesão ralado, além de 2 dentes de alho e 1 cebola picada
(usei em torno de 1 dela, mas sempre deixo um pote com cebola picada também)
e 4 fatias finas de muçarela (era o que tinha).

Minha saída seria para compras de mercado,
mas preferi deixar pronto o prato,
faltando apenas pôr no forno.



ENTÃO...

Fervi rapidamente as linguiças de frango Copacol picadas
 (cortei ao comprido e depois as rodelas - assim ficam cortadas ao meio)
e misturei com os picadinhos de brócolis, a cenoura, a ervilha e a cebolinha.
Detalhe: antes de acrescentar a ervilha, refoguei-a em 1 colher (sopa)
de margarina e pus isso na mistura.

Para completar, refoguei a cebola e o alho com 1 colher (sopa) de margarina
e pus esse refogado no arroz, misturando esse arroz também com o pote de requeijão.


Aí fiz as 2 camadas: em uma travessa, pus esse arroz que foi misturado com
o refogado, o requeijão e o queijo e, por cima,
pus a mistura da linguiça, temperos e vegetais.
Por último, acrescentei umas 4 fatias finas de muçarela
cortadas em pedaços para espalhar mais e render.


Levei ao forno médio pré-aquecido, somente para
 esquentar o arroz e derreter o queijo muçarela.

Mas só levei ao forno ao retornar das compras.
Esse foi o almoço: bem simples, mas gostoso.
  

Crie você também seu prato com o que tiver sobrado na geladeira:
pode usar frango, carne, legumes, batata palha, o que quiser....


Bom Apetite!

Beijinhos da Sil :-)

Suflê de Queijo com Sabor e Praticidade!


É muito bom e fácil de fazer!
Esse acompanhamento é leve e é 10!



VAMOS À RECEITA!!!

Sabe a receita de suflê de queijo que já postei neste blog?

Resolvi fazer um teste: não refogar nada para não usar nenhuma gordura
além daquela que já vem em cada ingrediente e bater quase tudo no liquidificador.

Pois não é que deu certo e a gente até sentiu maior leveza nela?
E ficou muito boa também. Mesmo um pouquinho diferente,
ganhamos na redução das calorias sem perder quase nada no sabor.

Passarei a fazer assim daqui em diante!



Bati, no liquidificador: 1 litro de leite, 100g de queijo parmesão ralado
 (preferência por comprar o queijo e ralar), 2 cebolas grandes picadinhas,
5 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo e 3 gemas.

Provei o sal e não quis acrescentar nada,
mas meu esposo achou que podia ter posto um pouquinho de sal.
Verei de novo na próxima vez. Bem, prove e ponha sal, se achar que deve.


Levei ao fogo médio e fui mexendo até engrossar, sem deixar formar pedaços de farinha.
Deixei esfriar para depois acrescentar as 3 claras em neve e 3 gemas,
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó e sal a gosto (se precisar).

Untei e enfarinhei uma forma transparente ou vasilha de vidro e
leve ao forno médio pré-aquecido até que ficou dourado em cima.


Ah, quando sentir que começa a querer dourar, baixe o fogo.
Deixe esfriar um pouquinho e sirva!
Será um acompanhamento de sucesso em seu almoço/jantar!

Não resista e coma bem!!!


Dica: essa base pode servir de ajuda para a base do pudim de bacalhau.
Quando eu o fizer de novo, testarei assim.

Beijinhos da Sil!!! :-)

sábado, 24 de maio de 2014

Farfalle (Gravata ou Laço) ao Molho Branco com Brócolis, Queijo e Ervilha.

Um prato fácil de fazer e bem gostoso! 

Primeiro fiz o molho para levar à mesa, com o macarrão, 
assim que ficasse pronto.
Mais abaixo falo desse molho que ficou em torno de 500 a 800ml.


Você verá que foi mais postagem que trabalho de fazer a própria receita....



VAMOS À RECEITA!

Para o macarrão, é só cozinhar a gravatinha /farfalle
(ou "laço", em Portugal) na forma indiada pela embalagem
(nesse caso, usei a marca Barilla).




A dica é que usei um pouco de azeite extra-virgem e o cozinhei, desta vez, 
em caldo de legumes. Não deixei fogo alto por causa do azeite.


Escorri a massa, e montei pratos individuais e levei à mesa.
O que sobrou, montei um outro prato numa travessa menor e a levei
para quem quisesse repetir.


Para o molho, primeiro cortei 1 maço pequeno de brócolis americano,
lavei e levei ao fogo médio com um pouco de sal até ficar al dente.
Ah, escorri a água para usar em outro cozimento
(fiz um caldo ao cozinhar nela outros legumes).

Depois, pus 3 dentes de alho picadinhos para refogar em
3 colheres (sopa) de azeite extra-virgem. Em seguida, pus 
os brócolis picados e cozidos al dente para refogar e acrescentei 
1 colher (rasa) de sopa de margarina. Após refogar, acrescentei 
1 lata de ervilha lavada e escorrida
(ou 1 pacotinho com peso equivalente, que é ainda melhor).

Refoguei tudo e reservei para depois jogar o molho branco nessa mistura.


Para o molho branco ficar homogêneo e mais rápido de fazer
bati, no liquidificador, uns 700ml de leite com 3 colheres (sopa)
de "maizena" (amido de milho), 1 cebola pequena (lavada, descascada
e cortada em 4 partes, após retiradas as pontas), 
1 cubo de caldo de legumes da marca que preferir e 50g de queijo parmesão.

Pus esse molho na panela em que refoguei o brócolis e a ervilha e, em
fogo baixo, mexi até que o molho engrossou. É a hora de ver 
se o sal está a gosto. Acrescente somente se achar que precisa.
A depender da marca do caldo de legumes, da marca do parmesão
e do sal que estava no cozimento do brócolis, pode nem precisar.

Ponha ponha esse molho no farfalle, polvilhe com parmesão ralado  e....

...Sirva!!


BOM APETITE!!!
Beijinhos da Sil!!! :-)

domingo, 11 de maio de 2014

Bolinho de Pirarucu com Batata ou com Pirarucu, Azeitonas e Macaxeira/Aipim/Mandioca: uma delícia da Amazônia!


Comemos esse bolinho em Macapá e estava muito gostoso!

Pesquisei e descobri 2 receitas muito gostosas
(livro Abril - cozinha Regional Brasileira - Amazônia),
sendo que a primeira parecia mais com as dicas que o Chef do restaurante nos passou.

Essa postagem é em homenagem à minha querida amiga Cícera Rolim,
que tirou essas fotos durante nossa viagem
e hoje, assim como nós, comemorou um feliz dia das mães.
Felicidade para todos nós!


BOLINHO DE PIRARUCU E BATATA

Ingredientes: 400g de pirarucu dessalgado, limpo e desfiado (pode fazer com o bacalhau que deve ficar ótimo), 3 colheres (sopa) de azeite extra-virgem, 2 dentes de alho picados, 1 cebola picada, sal a gosto, pimenta-do-reino a gosto, 2 colheres (sopa) de salsinha picada, 2 colheres (sopa) de coentro picado, 500g de batatas, 1 ovo, 3 xícaras (chá) de óleo para fritar.

Modo de Fazer: o preparo começa na véspera se não comprar o pirarucu (ou o bacalhau) dessalgado e desfiado. Na véspera, dessalgue,  desfie-o e o reserve. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho, a cebola, o sal e a pimenta-do-reino, a salsinha e o coentro. Mexa bem, acrescente o peixe e refogue. À parte, cozinhe as batatas e as passe no espremedor. Junte as batatas espremidas e o ovo ao pirarucu refogado e misture até obter uma massa homogênea. Acerte o sal. Modele os bolinhos com as mãos e os frite em óleo quente até dourarem. Escorra-os sobre papel toalha e sirva quente com o que desejar. No restaurante, foi servido com farofinha e caldo de tucupi.




BOLINHO DE PIRARUCU COM
AZEITONAS PRETAS E MACAXEIRA/AIPIM

Ingredientes: 1/3 xícara (chá) de azeite extra-virgem para os bolinhos, 2 cebolas grandes picadas, 10 dentes de alho picados, 1/2 xícara (chá) de salsinha picada, 500g de pirarucu seco, dessalgado e desfiado, 100g de azeitonas pretas picadinhas, 1/4 xícara (chá) de manteiga/margarina, 800g de mandioca/aipim/macaxeira cozida e amassada (costumo cozinhar com um 1 colher de sopa de margarina e sal a gosto), 10 ovos, 1/3 xícara (chá) de água para refogar as verdurinhas da massa, suco de 1 limão, 2 xícaras (chá) de farinha de rosca fina, 2 xícaras (chá) de farinha de rosca grossa e 3 xícaras (chá) de óleo para fritar.

Modo de Fazer: o preparo começa na véspera se não comprar o pirarucu (ou o bacalhau) dessalgado e desfiado. Na véspera, dessalgue, desfie-o e o reserve. Em uma panela, aqueça 1/3 da xícara (chá) de azeite e refogue metade da cebola com 5 dentes de alho e metade da salsinha. Acrescente o pirarucu e as azeitonas, refogue um pouquinho e reserve. No outro 1/3 do azeite, refogue a cebola, o alho e a salsinha restantes e, em seguida, acrescente a manteiga/margarina. Adicione a macaxeira e misture bem até formar uma massa homogênea. Desligue. Abra pequenas porções da massa na mão e recheie com 1 colher (sopa) da mistura do recheio do pirarucu que estava reservado. Feche bem, formando os bolinhos e reserve. Bata os ovos e acrescente a água e o limão. Envolva os bolinhos nos ovos, depois na farinha de rosca fina, novamente nos ovos e, por último, na farinha de rosca grossa. Ponha para fritar em panela com as 3 xícaras (chá) de óleo, somente quando o óleo tiver no ponto. Escorra-os em papel toalha e sirva em seguida.

Gostou???
Se tivesse provado teria gostado mais ainda!

Uma excelente semana a todos!!!

Beijinhos da Sil!!! :-)


Caldeirada de Filhote com Pirão, uma delícia do Pará e do Amapá para você!


Nada como  almoçar fora no dia das mães e ficar com tempo para postar mais receitas....

Bem, havia experimentado uma caldeirada há anos em Belém e agora saboreei em Macapá.
Tomei um suco de taperebá (cajá, no nordeste).
O prato estava gostoso e simples e nos pareceu mais light.
Aproveitei o dia de hoje para uma homenagem diferente!

Embora prefira peixe de água salgada, gostei do Filhote!
O prato pode ser feito com outro peixe de água doce de carne branca e tenra.



Engraçado é que, mesmo o prato tendo chegado bem quente em nossa mesa (veja a foto),
como estava perto do ar condicionado, não suei como minha amiga.

Já em Belém, havia comido, com um casal de amigos, uma peixada deliciosa,
em um restaurante de uma "Prainha" (não lembro o nome)...
...lugares incríveis que a gente conhece e nunca esquece!
Em Macapá, comemos no Restaurante Amazonas.

Agora, vamos à receita que consegui!
Ah, não havia camarão na que escolhi, mas acrescentei à receita.

Ingredientes: 1kg de postas de filhote, 3 limões, alho picado a gosto (eu gosto bastante de alho e sugiro uns 8 dentes sem o fiozinho que fica no meio deles), sal a gosto, 1/3 xícara de água, 2 cebolas médias, 2 tomates sem as sementes, 1 pimentão pequeno sem as sementes, 2 batatas médias ou 1 grande, 4 dentes de alho descascados, 3 ovos, 15 camarões-rosa médios sem casca, 2 xícaras de farinha-d'água, 2 pimentas-de-cheiro sem as sementes, 1/2 xícara (chá) de cebolinha, coentro, salsa, alfavaca e chicória-do-pará picadinhos e misturados e azeite a gosto.

 

Modo de Fazer: lave o peixe em água corrente. Faça um "vinha-d'alho" com o suco de limão, o alho picado, sal e água (1/3 da xícara). Envolva as postas de peixe com essa mistura e deixe descansar por umas 3 horas. À parte, cozinhe os ovos em outra panela até ficarem duros. Em uma panela com 2 litros d'água e cozinhe as cebolas, os tomates, o pimentão, a pimenta-de-cheiro, o alho e as batatas (todos cortados em pedaços bem grandes - no restaurante, eles deixaram 1 batata inteira, mas acho melhor cortá-la em 3 partes ou em 6, se forem 2 batatas, já que são 3 ovos e o prato dá para 3 pessoas comerem com pirão e arroz branco) com pouco sal. Conforme forem ficando cozidos, retire-os, um-a-um, com a escumadeira e reserve. Depois descasque-os e os reserve. Quando os acompanhamentos estiverem cozidos, ferva o caldo de legumes por mais 5 minutos e ponha nele as postas de peixe com o camarão e cozinhe por 7 minutos. Separe pouco 500ml desse caldo para fazer pirão. Em uma panela, ferva o o caldo e acrescente a farinha d'água aos poucos, mexendo sempre em fogo baixo, até formar um pirão de consistência não muito mole. Em uma panela de barro, ponha as postas de filhote, os camarões, as cebolas, os tomates, o pimentão, a pimenta-de-cheiro, o alho, as batatas e os ovos, cobrindo com o caldo bem quente. À parte, coloque o pirão e o decore com raminhos de salsa.

Bem diferente da peixada do Nordeste, não é?
Mas é isso que gosto nesse enorme Brasil:
suas deliciosas diferenças culturais e gastronômicas!
Consegui a receita para postar para nós!


Veja também outra peixada postada em nosso site,
assim como peixe com camarão e ensopadinho
ou ainda uma fritada de peixe com o que sobrou!

ESPERO QUE SUA CALDEIRADA FIQUE MUITO BOA, 
ASSIM COMO SUA PEIXADA,
INDEPENDENTE DO PEIXE QUE USAR!!! 

Beijinhos da Sil!!! :-)

Mousse (ou Musse) de Açaí: direto de Belém do Pará para você!

De minha viagem antiga à Belém,
ainda guardo receitas repassadas por um casal de ex-vizinhos que veio de lá,
mas deixo primeiro esta receita, embora nunca a tenha preparado (só provei).
Sei que muitas pessoas adoram açaí e que essa frutinha está na moda há tempos.



É mais por vocês que gostam que resolvi postar,
do que pelo meu paladar. Curti, mas não sou muito de açaí.
Mais a frente postarei outras sobremesas com cupuaçu ou bacuri ou taperebá.

Ingredientes: 1 litro de açaí bem grosso, 2 pacotes de gelatina vermelha sem sabor (ou pode usar sabor açaí ou uva), 2 latas de creme de leite sem soro, 2 xícaras (chá) de açúcar, 1 pitada de sal, 2 1/2 xícaras (chá) de farinha de tapioca e tapioca para decorar (aquelas em bolinhas).

Modo de Fazer: adoce o açaí a gosto. Dissolva a gelatina de acordo com as instruções da embalagem. No liquidificador, bata o açaí, a gelatina, o creme de leite, o açúcar e o sal. Junte a farinha de tapioca e mexa. Despeje em uma forma e leve à geladeira por umas 3 horas ou mais, até endurecer. Decore com as bolinhas de tapioca e sirva.

Dica: há quem substitua as bolinhas de tapioca por banana em rodelas ou castanha-do-pará picadas. Em outras, usam o leite condensado com o leite. Em outras, acrescentam a mandioca. Há quem faça com chocolate também, mas essa que postei seria minha opção. Enfim, existe até o light também.



Dizem que o açaí deve ser consumido em quantidades moderadas,
devido ao alto teor calórico, mas que também é fonte de energia e de saúde e,
por isso mesmo, indicado em dietas.
Consumir frutas é muito bom!
E conhecer a gastronomia da Região Norte vale a pena!


Aos que adoram açaí, postem mais dicas para melhorar esta receita, ok?

Beijinhos da Sil!!! :-)

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Bifes de Pressão - para aquelas horas de correria, uma sabor caseiro em seu prato!

Foi bem fácil de fazer e todos gostaram:
sabor caseiro, ingredientes simples e muito amor!

É fácil de fazer. Usei a panela de pressão, mas pode ser sem ela.
Ah, usei os temperos e verdurinhas que tinha já cortado e congelado.


Ingredientes: 400g de bife de alcatra (pode ser outro que goste mais - fiz com o que estava em promoção), 1 cebola grande descascada, retiradas as pontas e cortada em 6 partes, 2 dentes de alho picadinhos, 1 colher (sobremesa) de cenoura picadinha, 1 colher (chá) de pimentão vermelho picadinho, 1 batata grande corada, 1 colher (chá) de manjericão desidratado e outra de orégano também desidratado, sal a gosto e 1 colher (sopa) de cebolinha e outra de salsa ao final, somente para enfeitar.

Modo de Fazer: tempere os bifes desde a véspera com sal, alho, orégano e manjericão (pode pôr um pouquinho de shoyo, antes do sal ou de vinho tinto ou vinagre - é uma opção - já usei em outras carnes). No dia, ponha, em uma panela de pressão: um fio de azeite, a carne com o pimentão e depois a cebola. Ligue a panela para ir dourando a carne. Ferva água (4 xícaras de chá) com caldo de carne (1 caixinha) ou ferva caldo de carne nessa quantidade (eu costumo fazer a carne com mais caldo e congelo para usar, mas há também os de caixinha. Embora não se recomende muito, eu uso, se precisar). Tampe a panela de pressão e, após começar a fazer o barulho da pressão e você baixar o fogo, deixe cozinhar por 20 minutos. Espere sair a pressão, abra, ponha as batatas e a cenoura, feche e cozinhe por uns 10 minutos na pressão. Enquanto isso, cozinhe 2 ovos para jogar por cima. Desligue, arrume em uma travessa, disponha as bandas de ovos por cima e a cebolinha com a salsa picada (esqueci e pus a salsa ao colocar as batatas) e sirva com arroz branco, salada e farofa. Simples assim. Se ficar muito caldo, não o use todo no prato e congele o que sobrou para uma outra oportunidade!

Experimente você também!!!!

 

Ficou uma delícia!



Beijinhos da Sil!!! :-)

OBELISQUE: um saboroso Restaurante Português em Goiânia! Experimente!


Adoro conhecer a gastronomia local.
Sempre gosto de interagir com Chefs dos restaurantes e seus funcionários.
Assim, sempre aprendo algo mais, 
quando não consigo aprender o próprio prato que escolhi.


No caso, a Chef portuguesa era a Sra. Judith Gonçalves.

No caso do Obelisque qualquer prato parece e é mesmo delicioso,
além de apresentar cardápio bem variado.


Como entrada, pedimos essa pasta com pão sírio
e bolinhos de bacalhau. Estávamos em 3 e
acabou sobrando um pouco do prato principal por causa das entradas.


O preço vai do justo ao caro, mas valeu cada centavo.
Não é um local para ir sempre,
pois apertará o bolso, mas é para grandes ocasiões.




Peguei essas 3 fotos acimade outras postagens 
Não consegui tirar foto externa (estava escuro) e a interna estava com muitas pessoas) 
Há enfeites com azulejos e frases destacadas pelos proprietários



Para quem não é da cidade, melhor se orientar bem para chegar lá,
pois fica bem escondido.
Ao chegar, achei que fosse perigoso, mas tem segurança, 
dá para estacionar perto e estava muito bem frequentado.


Não me lembro direito do nome do nosso prato
(se achar em minhas anotações, postarei depois),
mas, olhando agora no cardápio do site deles
vi que era o Bacalhau Alentejano (por causa do grão-de-bico)
e da descrição.
Embora muito gostoso, vi
 depois outro prato
"passando para a mesa ao lado"
e achei que era mais a minha cara.

Quando retornar um dia, provarei outro com bacalhau,
até, quem sabe, conseguir provar todos!



Ah, já postamos uma receita do "Bolinho de Bacalhau".

É que sempre que vou a restaurantes portugueses, 
faço questão de não resistir a um bolinho de bacalhau.



Assim foi em Fortaleza, no João do Bacalhau, e
Berbigão, no Rio de Janeiro...
...apenas para citar como exemplo, pois já postei sobre os 2 locais
(nem sempre tiro foto dos bolinhos, mas os provo sempre).


Algumas das opções do Restaurante Obelisque...




Espero que tenha curtido esta dica de hoje!

Beijinhos da Sil!!! :-)